31 de maio de 2011

Roubaram minha caixa de lápis



Hoje eu estava desenhando isso no ônibus. Por pura preguiça de fazer uma redação de sociologia. Pensei comigo mesma: "talvez ele aceite o desenho, por que não?".
No meio do trajeto (L2-casa), uma senhorinha subiu no ônibus e sentou ao meu lado. "
- Que desenho simples! - exclamou em bom tom, ao ponto de me fazer prestar atenção em quem, realmente, sentara ao meu lado.
- Gostou? - perguntei - É pro meu trabalho de sociologia. - completei. Ela se inclinou um pouco para a esquerda afim de ver melhor, ou talvez de ver por outro ângulo.
- Gostei. Singelo, com uma boa crítica social.
- É clichê. Me arrependi de ter colocado o "consuma" no último...
- Quadrinho?
- É, é que não há quadrinhos. - ri com os olhos.
- Eu desenhava, também. - comentou ela, esperando uma reação minha
- Desenhava? A senhora não desenha mais?
- Não... Roubaram minha caixa de lápis. A última que eu tinha. Aí desisti.
- Nossa. Se eu tivesse uma agora, juro que daria para senhora. - ela riu.
- Não precisa. Perdi esse dom. Não perca o seu.
- Juro que isso não é desenho. Já desenhei mais, quando criança. Nunca fui dessas que desenha boneco-palito, sabe?
- Nem eu! Então aproveita enquanto você tem essa caneta. Não deixe que roubam. - e sorriu. Sorri também, mas depois fiquei meio aérea.
- Ah, senhora... Me roubaram de mim.
- Meça suas palavras! E gostei do "consuma" na última...
- ... Cena? - ri com os olhos. De novo (estou ficando boa nisso).
- Cena! - ela levantou, deu sinal, e desceu do ônibus.


Passei o resto do dia desenhando.


















(clique na imagem para visualizar maior)

2 comentários:

Cícero Barbosa disse...

cara, muito maneiro seus desenhos! e muito bela essa história, parece um dos teus barquinhos.

umaequilibrista disse...

adorei. história leve para um triste fato: como as pessoas desistem tão facilmente das coisas "inúteis" q gostam d fazer!!!

eu já morri e renasci várias vezes pras coisas q gosto. espero ter fôlego pra essa d fênix por tempo indeterminado...

há uns anos atrás, comprei a primeira caixa d lapis 48 cores. depois da primeira, vieram várias outras... mas é mto difícil mesmo ñ se render a tanta pressão para ficar em silêncio. dou meus gritinhos atrás d alguma porta.

admiro sua forma d escrever. me rio com as surpresas.

um xero.

Postar um comentário

Ahá.