22 de junho de 2010

Uma pequena confissão matinal

Eu até gostaria de voltar ao passado.
Consertaria tanta coisa, e talvez, até errasse mais só pra ver no que ia dar.
Aproveito, e conserto a frase anterior: e talvez, até arriscasse mais só pra ver no que ia dar.
Mas sabe como é, a gente sempre se vê mais feliz no passado do que no futuro. Importando ou não se temos pensamentos positivos, boas esperanças, ou bons amigos ao lado hoje.
Porque no final das contas, a gente crê que o que vale mesmo, são os pensamentos que estiveram conosco, as boas esperanças que estiveram conosco, e, essencialmente, os bons amigos que sempre estiveram conosco.
Vai ver que O Criador é quem quis que tudo fosse assim. Que a gente soubesse dar mais valor pro que tivemos. E se arrependesse mais, até dar uns sorrisos a mais.

"Haja hoje para tanto ontem"  (Paulo Leminski)

Um comentário:

Roberto Borati disse...

bem por aí....vá, viva o hoje que amanhã é amanhã.

Postar um comentário

Ahá.