16 de setembro de 2010

eu acho que me apaixonei.

O amor vem de camisa xadrez. Embarca em qualquer avião, e desembarca aqui, cedinho.
Lá vem o amor; mais uma vez. E me abraça tão carente, sem medo de ser sozinho.
E com você, amor, o tempo passa veloz. Fica mais um pouco, para eu ouvir a tua voz.

Não penso, quero, ou vou dizer para ir embora.
Fico mais um pouco, porque sei que você adora.








fiz este no tatame do judô.

3 comentários:

André Luiz disse...

Com muita música
E uma bagagem cheia de cor
Num avião que atravessa a primavera.

Paulo Angione disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Angione disse...

Pessoa especial, tem talento e vai longe, quando estiver publicando um livro, não esqueça do meu = ), em relação a poesia, bonita, bela, entretanto, sorte do rapaz que recebeu está paixão.

Postar um comentário

Ahá.